ArchiCAD ou Revit: como escolher para cada caso?

ArchiCAD ou Revit? Como escolher o seu software BIM?

Uma das disputas no universo das tecnologias para engenharia gira em torno dos dois grandes líderes do mercado de software com soluções BIM e deixa uma dúvida a respeito de qual sistema escolher. Afinal, ArchiCAD ou Revit? No post de hoje vamos trazer algumas considerações para te ajudar a entender as vantagens e desvantagens sobre cada um.

O que é um software BIM?

A estrutura BIM, Building Information Modelling ou, em bom português: Modelagem de Informação da Construção, é um campo de tecnologia fundamental na vida de qualquer engenheiro, arquiteto ou designer.

Esse campo de operação lida com diferentes soluções digitais para automatizar aspectos da modelagem, testes, compartilhamento de informações e validação de estruturas.

Depois da estrutura CAD, softwares como ArchiCAD ou Revit se tornaram a nova geração de aplicações digitais para trabalhar com a modelagem digital. São plataformas otimizadas para as novas demandas dentro de escritórios de engenharia.

Preparados para operar em edição colaborativa, esses softwares podem ser manejados por múltiplos usuários em um mesmo projeto, com um alto nível de compatibilidade, para facilitar a visualização de clientes e de outros setores, como design, topografia, além auxiliar no desenvolvimento de projetos futuros, como projetos de instalação de ar-condicionado, gás e muitos outros.

Qual software escolher? ArchiCAD ou Revit?

Dentro desse novo nicho de inovação, que transformou o fluxo de trabalho de engenheiros e áreas relacionadas, com a possibilidade da colaboratividade, ArchiCAD e Revit são os grandes nomes do mercado desde que esse conjunto de tecnologias se tornou um item de primeira necessidade entre os profissionais da área. Vale a pena conhecer um pouco mais sobre eles:

ArchiCAD

Desenvolvido pela húngara Graphisoft, o software ArchiCAD está em comercialização desde o fim dos anos 80, o que o coloca na vanguarda da tecnologia, tendo sido o primeiro a oferecer a capacidade de criar geometrias 3D. Com uma curva de aprendizagem simplificada, ele costuma ser o favorito entre cursos de Arquitetura e relacionados.

Revit

O Revit é um sucessor do tradicional AutoCAD, elaborado pela lendária Autodesk, uma empresa que está no ramo desde o início dos anos 80 e já se tornou empresa de capital aberto na bolsa de valores americana. Por consequência de suas origens, o Revit é aclamado entre os usuários mais antigos e também entre os novos que levam em consideração a tradição que precede a Autodesk. Também é o software com a maior biblioteca disponível!

Escolhendo seu software BIM

Para ajudar na escolha, preparamos alguns parâmetros para discutir individualmente cada aspecto:

Requisitos do sistema

Qualquer software BIM costuma ter um alto volume de demanda de hardware, especialmente no que diz respeito ao volume de núcleos de processamento e sua qualidade de processamento gráfico.

É importante considerar o conjunto de demandas ao escolher seu software para poder explorar ao máximo suas funcionalidades.

Ambos os softwares sugerem o uso de HDs do modelo SSD, que possuem maior performance. Para fins comparativos, utilizamos os padrões médios de requerimentos, para uma performance com um nível satisfatório de complexidade.

Para o nível mediano, o ArchiCAD exige:

  • RAM: 16GB
  • Processador: i7
  • Processamento gráfico de 4GB VRAM
  • Definição de tela: 2K

Enquanto o Revit conta com as mesmas demandas, com a diferença de exigir uma definição de tela em 4K, ao invés dos 2K do ArchiCAD.

Na prática, o Revit tem um peso maior durante a usabilidade, e as configurações médias podem ocasionar travamentos em projetos maiores, uma vez que sua interface e plug-ins costumam ter um consumo maior em relação ao seu concorrente.

Comparativo entre os requisitos de sistema do Archicad e Revit

Compatibilidade e sinergia

A compatibilidade é uma questão fundamental, afinal, ao lidar com diferentes clientes e parceiros, é importante que seu software seja capaz de operar de maneira integrada com diferentes ferramentas e sistemas.

Sinergia com softwares de engenharia

Ambos os programas podem gerar arquivos IFC, o formato universal para operar em BIM, padrão convencionado para aumentar a integração e diminuir custos relativos dentro do ciclo de vida de um projeto de forma que, indiferente do software empregado, um projeto possa receber complementos e modificações que serão compatibilizados para todas as partes envolvidas.

Os dois são totalmente compatíveis com softwares de engenharia civil para projetos complementares que trabalham em BIM. Ou seja, potencializam a sinergia entre arquitetura e engenharia.

Nada melhor que um exemplo da casa para deixar bem clara essa integração! Aqui na On.We nós usamos softwares da AltoQI (que são softwares BIM), e quando recebemos projetos em formato IFC que foram gerados pelo Revit ou ArchiCAD, conseguimos integrar completamente com os projetos arquitetônicos.

Podemos até devolver os projetos de engenharia em IFC para os nossos parceiros integrarem no ArchiCAD ou Revit, e com isto ter mais subsídios para análise de compatibilização entre arquitetura e engenharia.

Às vezes recebemos comentários do tipo: “eu projeto o arquitetônico no Revit, então os complementares têm que ser feitos no Revit para possibilitar a compatibilização”, mas não é bem assim. O Revit é extremamente compatível com outros softwares BIM, permitindo compatibilização com quaisquer outros aplicativos da engenharia que não sejam da Autodesk.

Se você quiser ver um projeto que foi feito no Revit junto de seus complementares feitos em outras plataformas que não são da Autodesk (empresa responsável pelo ArchiCAD, leia a matéria sobre a Casa W, citada no primeiro anuário BIM/SC).

Projeto complementar da Casa W - Feito em BIM pela equipe on we

DICA! O mais importante com respeito à compatibilidade é definir um ponto de origem comum. Por exemplo, na quina de uma escada ou num dos cantos do terreno, para que o escritório de engenharia parceiro possa utilizar o mesmo ponto, facilitando depois as trocas de IFC entre escritórios.

Compatibilização com sistema operacionais

No que diz respeito à compatibilidade de sistemas, o ArchiCAD sai na frente, pois pode ser rodado tanto em Windows quanto em MacOS.

Por sua vez, o Revit tem uma gama maior de compatibilidade entre diferentes estruturas, como o Dynamo, uma plataforma de código aberto da própria Autodesk, algo que o torna o favorito entre desenvolvedores da área, além de contar com uma interface mais incrementada, capaz de integrar funções mais complexas e diversificadas.

Bibliotecas e plugins

Um dos temas mais discutidos e disputados com certeza são as bibliotecas, afinal, elas oferecem o conjunto de recursos base para o desenvolvimento de projetos.

Nesse ponto, o complemento dos plugins também é um ponto bastante relevante, afinal, eles adicionam mais funcionalidades e novos itens para sua biblioteca, aumentando as possibilidades de manejo.

Aqui o ArchiCAD tem um grande mérito, especialmente por se tratar de um único programa que contém uma biblioteca bastante expandida e muitos plugins para incrementar sua atividade.

Já no caso do Revit, o conjunto de produtos da Autodesk pressupõe uma interoperabilidade natural entre seus diferentes recursos, como citamos o caso do Dynamo logo acima.

Sendo assim, o ArchiCAD sai na frente nesse assunto, já que, nativamente, já chega com uma biblioteca nativa mais ampla e um conjunto maior de plugins, enquanto o Revit se debruça mais sobre sua família de produtos.

Essa discussão pode ir ainda mais longe quando pensamos nos caminhos naturais de cada empresa: enquanto o ArchiCAD trabalha duro para ampliar sua biblioteca e plugins a um nível de alta compatibilidade em seus produtos, A autodesk, como instituição tem mirado fortemente em novas tecnologias, como a inteligência artificial e ideias disruptivas que vão além do Revit em si, mas se integram com ele.

Curva de aprendizagem

O ArchiCAD oferece uma curva de aprendizagem relativamente mais simples, com uma interface móvel que pode ser ocultada, o que é muito apreciado entre estudantes e ambientes de aprendizado, em geral, inclusive por ser relativamente mais leve para computadores menos potentes.

Já o Revit tem uma interface mais robusta e pouco maleável, sendo muito apreciada especialmente por programadores e profissionais que exigem um nível maior de complexidade.

Materiais de pesquisa

Ainda dentro da discussão sobre a curva de aprendizado, a quantidade de materiais disponíveis na língua portuguesa assim como seu uso em cursos influencia consideravelmente o tópico.

E nesse aspecto, o Revit sai na frente, tendo não apenas uma quantidade maior de discussões na internet e materiais de referência, mas também por ter predominância em cursos, até por se tratar de um produto oriundo de uma empresa consolidada como a Autodesk.

Mas vale a ressalva para a interface e normas brasileiras integradas no ArchiCAD, que pode ser de grande utilidade para aqueles que estão dando seus primeiros passos.

Comparativo com os pontos de aprendizado nos softwares

Preço

Ambos os softwares têm preços bastante parecidos. De modo geral, o ArchiCAD costuma ser mais barato e com a possibilidade de licenças com períodos limitados e diferentes pacotes, bem como descontos associados ao CAU. Apesar disso, o preço não costuma ser determinante na disputa entre os dois.

Você pôde perceber que existem muitas similaridades entre ambos e, em maior parte dos casos, a curva de aprendizagem, a compatibilidade e sinergia na vida útil dos projetos, que são fatores mais específicos de cada profissional, além da sua relação com o meio e seu perfil de clientes costuma determinar a escolha.

Mesmo com essas dicas, é essencial experimentar ambos os modelos e conhecer mais detalhes internet à fora para dar mais base para a sua escolha.

Mas lembre, o melhor software é aquele que você sabe e gosta de usar!

Aqui no blog da On We nós sempre trazemos informações importantes para seu projeto de maneira acessível e diversificada, é só ficar ligado em nossa página e aproveitar para conhecer os princípios da On We!

Para fazer um orçamento você precisar criar uma conta!

[user_registration_my_account]